Disco de vinil conquista seu espaço na era digital

Hoje é o Dia Nacional do Disco de Vinil, que foi febre em todo o país por décadas, e o blog não pode deixar de contar um pouco da história desse objeto que marcou diversas gerações em um período que não existiam plataformas de música em streaming como o Spotify, Deezer, Apple Music, entre outros.

A data foi criada para homenagear o músico e compositor Ataulfo Alves que morreu no dia 20 de abril de 1969. O disco de vinil, também conhecido como LP (Long Play), surgiu em 1948 substituindo os de goma-laca, grande sucesso da época. Com o avanço da tecnologia, o vinil era mais fácil de manusear, resistente a quedas, com maior qualidade no som e capacidade de reproduzir um maior número de músicas. A produção dos LPs em grande escala começou por volta dos anos 70 e eles foram populares até o final dos anos 80.

Vinil-LP1
O disco vinil liderou o mercado fonográfico por décadas até o surgimento do CD

Com o aparecimento dos Compacts Discs (CDs), no final dos anos 80, o LP começou a perder espaço após quase quarenta anos dominando o mercado fonográfico. A tecnologia, mais uma vez, evoluiu e proporcionou a produção de um objeto mais leve, fino e menor trazendo praticidade ao consumidor. Para se ter uma ideia, em 1991, foram vendidos mais de 28 milhões de LPs no Brasil, mas quatro anos depois as vendas caíram pela metade.

Na década de 90, com a popularização do CD, o vinil deixou de ser fabricado, mas nos últimos anos, voltou com força total. A produção foi retomada em 2010 com a abertura da gravadora Polysom. Hoje em dia, em todo o país, é possível encontrar lojas que vendem diversos LPs.

Curiosidades:

O primeiro vinil a ser gravado foi The Voice of Frank Sinatra em 1948.

O Brasil é considerado o primeiro país do mundo a produzir discos com faixas dos dois lados em 1902.

Paêbirú, gravado por Lula Côrtes e Zé Ramalho em 1974, é considerado o mais raro e caro do Brasil: 4 mil reais. A raridade se deve ao fato de terem sido produzidos apenas 1.300 discos e 1.000 deles foram perdidos durante uma enchente em Recife em 1975.

Entre outras raridades do Brasil estão: Louco por Você (o primeiro de Roberto Carlos misturando bolero, bossa nova e rock), Let Me sing my rock’n’roll (Raul Seixas) e Racional (Tim Maia).

Grandes bandas mundiais também estão entre os LPs mais raros. Entre elas Sex Pistols com God Save the Queen, Queen com Bohemian Rhapsody/I’m in love with my car e Beatles com Yesterday and Today.

That’ll Be The Day/In Spite Of All The Danger, do The Quarrymen, que deu origem aos Beatles e tinha John Lennon, Paul McCartney e George Harrison, é considerado o disco mais raro do mundo.

qmen1-1.jpeg
Disco do The Quarrymen, banda pré-Beatles, é considerado o mais raro do mundo

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s