16 anos sem Renato

Uma pausa na história do rock brasileiro para falar de uma data marcante. Na última semana, dia 11 de outubro, perdemos o maior talento da nossa música brasileira. Renato Russo era diferente dos outros porque em suas músicas ele colocava tudo o que sentia. Por isso me identifico tanto com ele porque ele sentia muitas coisas que eu sinto ou já senti.  Ele sempre foi um cara polêmico por falar o que pensa, demonstrar seus sentimentos e estar envolvido em assuntos como Aids e sua sexualidade.

Duas biografias fundamentais para conhecer melhor Renato são O Trovador Solitário (Arthur Dapieve) e O Filho da Revolução (Carlos Marcelo). Não tive a oportunidade de ler esse último, mas li o livro de Dapieve e recomendo. Ele conta todos os momentos da vida do líder da banda Legião Urbana. A biografia merece ser lida não só por fãs do cantor, mas também por pessoas que nunca simpatizaram muito com Renato. O relato biográfico mostra com detalhes a vida de Renato Manfredini Júnior e não simplesmente o artista Renato Russo.

O livro começa contando sobre a origem e infância dele, a personalidade e os hobbies do cantor. Fala sobre a epifisiólise, uma doença que o atingiu e fez com que ele só voltasse a andar após quase dois anos. E conta também quando Renato Russo decidiu ser muito famoso e formar a melhor banda de rock do Brasil.

A “Turma da Colina”, que se formou nos anos 80, também é abordada. O autor descreve qual seria o interesse de Renato Russo ao se juntar a essa turma: “Difícil dizer se o filho do economista do Banco do Brasil foi se aproximando da turma por causa do punk rock ou foi se aproximando do punk rock por causa da Turma da Colina.”

O livro traz vários pontos polêmicos da vida de Renato. Um momento bastante interessante é o relato de como o cantor assumiu a homossexualidade para sua mãe: ele tinha cortado os pulsos para chamar a atenção de um rapaz. Outro relato polêmico é a pancadaria no Mané Garrincha e  o vício do cantor em álcool e em drogas. Fala sobre a internação dele, no final de 1990, em uma clínica para desintoxicação, pois ele bebia e tomava remédios mais que o habitual. Foi lá que Renato fez um exame e descobriu ter o vírus HIV. Poucas pessoas sabiam sobre a doença dele, apenas o pai, o empresário e a banda, além da melhor amiga.

Dapieve também relata os problemas com a Legião Urbana por causa de seus vícios. Os integrantes não conseguiam mais conviver com Renato. Muitas vezes ele fez shows de ressaca, o que fez com que a turnê do discofosse precocemente encerrada.

O livro ainda fala sobre os  dois discos solos: The Stonewall Celebration Concert e Equilíbrio Distante, em italiano, com algumas músicas da cantora Laura Pausini. Nessa época, Renato já tomava medicamentos para tentar combater os efeitos da Aids, que aos poucos avançavam. Mesmo assim, ele continuou negando a doença. Até as pessoas próximas desconheciam qual o estágio da doença de Renato.

Dapieve conta de uma forma emocionante como foram os últimos dias de vida do líder da Legião Urbana e fala sobre o último encontro de Dado e Renato. Um livro com detalhes sobre a vida do líder da maior banda de rock do Brasil, um livro que conta sobre a solidão de Renato Russo que, mesmo com tantas pessoas que o cercavam, se sentia sozinho.

O Trovador Solitário mostra um lado do cantor que poucos conhecem. Aborda o quanto Renato Russo se apegava as pessoas, como ele se preocupava com um mundo melhor, fala da necessidade que ele tinha de assumir seu homossexualismo, do vício no álcool e nas drogas. Na minha opinião, todos devem ler esse livro para entender quem estava por trás do ídolo Renato Russo e tentar aprender com ele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s